Confesso hoje me sinto só
Mas nem por isso mereço dó
O só em mim merece apreço
Comigo vai da morte ao começo

O só em si não suscita pena
É só uma sombra na vida terrena
Que segue dentro da vinda à partida
E torna pra mim a solidão querida

O só é sim a sina que eu quis
O sinto sempre, triste ou feliz
Sei que o sabor do sozinho existe
E de amargo e doce ele consiste

Não sei o sentido final do só ser
Talvez o desvende ao vir a morrer
Talvez algum dia ao me ver partir
A sombra me largue e me deixe ir

loneliness (1)2

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s